29 fevereiro 2012

Dicas - Os inimigos da pele

Olá pessoal tudo bem?
Hoje trouxe uma reportagem que vi no site do YAHOO falando sobre "Os inimigos da pele" achei legal postar aqui para vocês!



Inimigos estão em toda parte e a pele também é vítima deles. São fatores externos e internos que estragam, marcam e desgastam a cútis. Como na guerra, é bom conhecer os adversários para melhor derrotá-los.

Fatores externos

Sol: Degenera o colágeno, altera a melanina causando rugas, manchas.
Arma de defesa: Filtro solar
Cigarro: Literalmente “come’” o colágeno da pele, fazendo com que ela perca a elasticidade e o viço, causando rugas, palidez, vasos arrebentados, bolsas sob os olhos, olheiras.
Armas de defesa: Não fumar, cremes com vitamina C e estimuladores de colágeno e ácidos.
Clima: O tempo frio resseca e o ar condicionado retira a lubrificação natural contínua. O tempo quente e úmido causa irritações e facilita infecções por fungos e bactérias.
Armas de defesa: Hidratantes para o frio e talco para combater a umidade no corpo.
Poluição: Pode obstruir os poros, dando aspecto grosseiro à pele.
Armas de defesa: Sabonetes e adstringentes que limpem bem.
Cremes gordurosos: Podem causar acne e cravos.
Armas de defesa: adstringentes, séruns (ou soro, tipo de produto de consistência mais leve) e loções sem óleo.
Alérgenos: Provocam vermelhidão e descamação (alergias a bijuterias, detergentes, maquiagens, tintas e esmaltes, etc).
Armas de defesa: cremes com corticóides receitados por dermatologistas e cremes com silicone-dimethicone para proteger.

Fatores internos

Fatores hormonais: Baixa de estrógenos pós menopausa causa rugas, flacidez, palidez e olheiras. Distúrbios com aumento de hormônios masculinos, como na síndrome de ovários policísticos, causam acne e eczemas. 
Armas de defesa: Na menopausa, reposição hormonal e cremes com estradiol. Para ovários policísticos, tratamento médico adequado a cada caso.  
Alimentação: Se for inadequada, com excesso de calorias propicia o surgimento de espinhas. Poucas proteínas deixam a pele flácida e com tendência às rugas.
Armas de defesa: Dieta saudável, com proteínas, verduras, redução de carboidrato, sem muito sal e sem refrigerantes.
Estresse: Aumenta os cortcóides naturais do organismo, facilitando atrofia da pele, perda de colágeno, déficit de circulação e aceleração do envelhecimento.
Arma de defesa: exercício físico, que libera endorfinas que antagonizam o estresse.
Doenças: Podem alterar a imunidade. A pele fica fragilizada e vulnerável às infecções. Múltiplas alterações podem ocorrer por doenças e por medicamentos. 
Armas de defesa: Consultar o seu médico.

Por Ligia Kogos, especial para o Yahoo! Brasil

Ligia Kogos é médica dermatologista em São Paulo
Reportagem extraída: AQUI
Image Map
 

desenvolvido com ♥ por @camila_waz